Dinheiro não é só coisa de adulto! Desde pequeno é possível desenvolver uma consciência sobre a importância do dinheiro na vida e maneiras de administrá-lo com responsabilidade. Por isso, é muito importante ensinar educação financeira para as crianças, afinal, é na infância que são plantadas as sementes que renderão bons frutos no futuro.

Quando os pequenos conseguem entender a dificuldade da vida financeira e como manter uma poupança é trabalhoso, aprendem a investir no que realmente importa e não apenas nos luxos, desejos momentâneos e qualquer sonho. Aprendem a estabelecer prioridades, organização, autonomia e autoconfiança.

No texto de hoje você vai aprender dicas de como educar as crianças financeiramente e da maneira correta. Continue lendo para saber mais!

Como ensinar crianças a cuidar do dinheiro

Noções de poupança, despesas e investimentos não são algo que cabe exclusivamente a professores. Pais, mães, irmãos e outros familiares devem incentivar a criançada a desenvolver esses hábitos. Acompanhe as principais dicas para fazer isso:

Converse sobre dinheiro

O que as crianças mais gostam de fazer é pedir, seja um brinquedo, roupa ou comidas como doces e salgados. Em alguns casos, os pais não conseguem negar, o que acaba gerando gastos que superam a renda mensal familiar, consequentemente causando um desfalque.

É nesses momentos que o tabu que é conversar sobre dinheiro precisa ser quebrado. Não há nada de errado em ser honesto com as crianças e dizer “não” às vezes, e explicar que o dinheiro não cai do céu e, por causa disso, não dá para se ter tudo aquilo que queremos na hora em que queremos.

Dê mesada

Um limite fixo de gastos ajuda a uma pessoa a se manter controlada e mais atenciosa. Isso é comum entre os adultos que possuem um emprego, mas no caso das crianças, a fonte de renda delas é diferente, uma vez que são novas demais para arranjar um oficio. Então, é nesse momento em que os pais podem dar uma mesada para que desenvolvam essas habilidades de organização e gestão.

Comece dando pequenos valores semanalmente e explique que essa é a única quantia disponível para fazer o que quiser. Quando acabar, diga ao pequeno que terá que esperar até a próxima semana para conseguir mais e, assim, com o tempo, ele aprende a economizar recursos financeiros.

Ensine sobre o cofrinho

Em muitos momentos, lidar com o dinheiro é sobre economizar e não tem nada melhor do que um típico cofrinho para ensinar isso às crianças.

Esse objeto acaba servindo como um instrumento pedagógico de reserva para investimentos maiores no futuro. Tudo que você vai precisar fazer é explicar a lógica de que, guardando um pouquinho todo mês, no final do ano ele terá uma soma bem alta em dinheiro.

Depois disso, fale sobre as possibilidades de esperar tantos meses para se ter uma enorme quantidade de dinheiro, como fazer uma viagem, comprar um brinquedo sofisticado ou até presentes para o papai, mamãe ou coleguinhas que tanto gosta.

Existe muitas formas de educar as crianças financeiramente, no entanto, esses são os passos fundamentais para um ensino de sucesso.

Gostaria de mais dicas como essa? Acesse o blog da Vupt Consignado.