Todos os anos, diversos brasileiros recebem uma quantia do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) utilizada para manter a sua qualidade de vida, uma vez que exista alguma barreira que impeça o cidadão de arrecadar a própria renda. No entanto, esses valores não são distribuídos aleatoriamente. Tudo acontece de forma regrada.

Existe um calendário que informa o dia e o mês em que os segurados pelos INSS receberão o benefício. A cada ano, a agenda estabelecida pela autarquia pode mudar devido ao cenário econômico à época, a fim de descomplicar os processos da instituição e o cotidiano das pessoas que recebem o pagamento. O calendário formulado para 2021 foi divulgado no final do ano passado e, agora, já está valendo.

Os valores oferecidos estão agendados de acordo com o número do beneficiário, de 0 a 9. Por outro lado, para aqueles que vão receber um total acima do piso, as datas forma divididas em cinco grupo: 1 e 6, 2 e 7, 3 e 8, 4 e 9, 5 e 0.

Confira o cronograma completo na imagem abaixo:

Vupt Consignado

LEGENDA: Reprodução – Portal Meu INSS do Governo Federal]

O que significa o número no calendário do INSS?

Cada beneficiário possui um cartão com uma sequência numérica que é exclusiva, como a do RG ou CPF. E é com base nessa numeração que o INSS formula os grupos e define as datas de pagamento.

Dos 9 dígitos que compõem a sequência de identificação, é utilizado o penúltimo como guia na tabela. Muitos confundem a coluna “final” com o número posicionado depois do traço, mas é importante deixar claro que não é ele.

Para facilitar o seu entendimento, vamos a um exemplo. Considere o identificador 123.456.789-0, o número que se deve prestar atenção é o 9 e não o 0. Com isso, ao consultar o calendário, deve olhar para a linha que corresponde ao 9.

Quem recebe pela tabela de pagamento?

Aposentados e pensionistas que se enquadram nas seguintes características:

  • Aposentadoria por invalidez;
  • Aposentadoria por idade;
  • Aposentadoria por tempo de contribuição;
  • Auxílio-doença;
  • Auxílio-acidente;
  • Salário maternidade;
  • Salário-Família.

Vale ressaltar que o calendário também é válido para:

  • Idosos com 65 anos ou mais;
  • Pessoas Portadoras de Deficiência, enquadradas na Lei Orgânica da Assistência Social (Loas).

Qual o valor do pagamento do INSS?

Como apontado na tabela, o benefício tem como base o salário-mínimo. De 2020 para 2021, houve um reajuste de 5,26%, portanto, este ano será pago R$1.100,00,  55 reais a mais comparado ao ano anterior.

Vale ressaltar que, independentemente se o piso salarial do estado for diferente, o valor que é pago pelo INSS é sempre referente ao piso nacional.

Não saquei meu benefício na data certa, e agora?

O próprio Instituto Nacional de Seguro Social diz, que “o prazo para saque dos benefícios com cartão é até o final do mês seguinte ao da disponibilização do valor na conta. Caso o segurado não faça o saque nesse período, os valores correspondentes serão devolvidos ao INSS”.

Entretanto, isso não quer dizer que segurado perde o direito a quantia. O que acontece é que, após o prazo de 60 dias, o saldo disponibilizado é bloqueado e para que ele seja liberado é necessário ir até uma unidade do INSS e solicitar o desbloqueio. Infelizmente, o pedido não pode ser feito por vias eletrônicas, como site ou telefone.

Com tudo citado acima, é possível concluir que o calendário de pagamento do benefício do INSS é essencial para se ter um planejamento financeiro anual eficiente, sem perder prazos e evitar ao máximo comparecer a uma agência em dias e horários de pico, quando se tem filas enormes e uma quantidade acima do normal de pessoas.

Para mais informações sobre Crédito Consignado relativo a beneficiários do INSS, acesse o blog da Vupt Consignado.